Paz em Israel!

Paz em Israel!
Orai pela paz de Jerusalém; prosprerarão aqueles que te amam. Salmos 122: 6

Pesquisar este blog

domingo, 22 de maio de 2011

Vejam como agem os muçulmanos! Será que realmente esse povo deseja paz? Será que esse povo é temente a Deus?

Atentados no Iraque deixam 18 mortos e 80 feridos
France Presse
Publicação: 22/05/2011 13:34 Atualização:
 
Bagdá - Ao menos 18 pessoas morreram e 80 ficaram feridas neste domingo (22/5) em uma série de ataques perpetrados em Bagdá e nos arredores da capital iraquiana, incluindo um atentado suicida que deixou 12 mortos, segundo os serviços de segurança iraquianos.

Esta nova onda de violência põe em xeque a capacidade das forças iraquianas para assumir a segurança do país, três dias após os atentados contra a polícia que deixaram 29 mortos em Kirkuk e a sete meses da data prevista de retirada das tropas americanas.

Mais de oito anos após a invasão do país por uma coalizão internacional liderada por Estados Unidos e Grã-Bretanha, o exército americano segue com 45 mil homens no Iraque, dedicados à formação das forças iraquianas. Por sua vez, os últimos militares britânicos abandonaram o país neste domingo. A Grã-Bretanha havia anunciado nesta semana o fim da missão de formação realizada pela Royal Navy para treinar os iraquianos, pondo fim às operações militares britânicas neste país.

A maioria dos soldados britânicos mobilizados no Iraque já havia abandonado o país em julho de 2009.

Neste domingo em poucas horas 12 bombas caseiras e três carros-bomba explodiram, e um atentado suicida foi realizado.

O ataque mais violento foi um duplo atentado perpetrado por volta das 09H00 local (03H00 de Brasília) em Taji, 25 km ao norte de Bagdá, que deixou 12 mortos e 23 feridos, informou um responsável do ministério do Interior que pediu o anonimato.

Um funcionário do ministério da Defesa iraquiano falou, por sua vez, de 14 mortos e 28 feridos neste ataque.

O atentado começou com a explosão de um carro-bomba, após o qual um terrorista suicida se matou no momento em que a polícia, os socorristas e diversas pessoas chegavam ao local. Oito policiais figuram entre os mortos.

No sul da capital, quatro bombas de fabricação caseira explodiram em uma rua próxima a uma delegacia, e foram seguidas pela explosão de um carro-bomba, matando no total duas pessoas e ferindo 15, segundo o funcionário do ministério do Interior.

Em um bairro do noroeste da cidade, uma bomba explodiu em um hospital deixando dois mortos e sete feridos, enquanto outro atentado perpetrado em um mercado feriu sete pessoas.
No setor de Al Talbiya (norte) um carro bomba explodiu durante a passagem de um comboio do ministério do Interior, matando uma pessoa e ferindo outras cinco. Outro atentado perto da praça Wasiq (centro) deixou um morto e um ferido.

No leste da capital, seis pessoas ficaram feridas por uma bomba durante a passagem de uma patrulha da polícia e outras duas por dois artefatos explosivos contra o veículo de um funcionário do comando de operações em Bagdá.

Estes atentados ocorrem um dia após a morte de sete pessoas em vários ataques na província de Kirkuk, onde a luta contra os grupos armados é dificultada pela disputa entre o governo central e a região autônoma do Curdistão, que disputam este território.

Um alto responsável do Curdistão se pronunciou neste domingo a favor da manutenção das forças americanas no Iraque após a data prevista para sua retirada, no fim do ano. "Se o governo de Bagdá e o parlamento iraquiano quiserem atrasar (esta retirada), nós estamos de acordo", afirmou o secretário-geral do ministério dos Peshmergas (combatentes curdos) Jabbar Yawar, em uma coletiva de imprensa em Erbil, capital da região.

A violência no Iraque não é comparável ao nível que alcançou em 2006 e 2007, mas continua sendo diária. No total, 211 iraquianos perderam a vida em atentados no mês de abril.

Nenhum comentário:

Postar um comentário




;